2 - As orquídeas só não existem na Antártida

Posted on

[ ] Você sabe o que é uma planta parasita?

Gostaria de chamar a atenção para uma espécie de planta parasita, facilmente encontrada em nossa região e popularmente conhecida como Erva-de Passarinho. Não é difícil também de ver os galhos secos e sem folhas quando estes estão acima de onde a planta parasita está instalada. O lado bom da parasita Erva-de-Passarinho Como tudo na vida tem o lado negativo e o positivo, com a planta parasita também não é diferente. animais  que vivem associados à um vegetal ou plantas que vivem sobre outra planta, restinga, são as bromélias e orquídeas que vivem sobre plantas do estrato arbóreo ou Consulte Dr. das Orquídeas Email: [email protected] Que plantas posso usar num terrário fechado? Em vez de decorar os nomes, mais legal é caminhar por áreas verdes observando e fotografando … Você sabia que dentro da botânica existem espécies que nascem sobre árvores? Muitas pessoas pensam que essas plantas são parasitas, porém, existem algumas diferenças entre parasitas e plantas epífitas. imagem de: efecade.com.br Parasitas são aquelas que se instalam sobre outra planta ou árvore e se alimentam de sua seiva.

É comum ouvir dizer que as orquídeas são plantas que vivem à custa das árvores nas quais se apoiam e que são , por isso , parasitas ??????

  • voltar para Praias e Dunas

imagem de: pixabay.com Já as epífitas, assim como as parasitas, vivem sobre outras plantas ou árvores.

A samambaia, uma das plantas ornamentais mais populares, é um exemplo de planta epífita. Gostou de saber um pouco mais sobre parasitas e plantas epífitas? O cipó-chumbo é considerado um vegetal parasita pois possui estruturas que penetram na planta hospedeira para retirar os nutrientes necessários à sua sobrevivência. Uma lenda muito difundida  mesmo entre aqueles que gostam da natureza é sobre as plantas que vivem nas árvores serem parasitas. Elas são epífitas, pois se desenvolvem utilizando outras plantas como suporte. Mas não confunda as orquídeas com plantas parasitas, pois elas não sugam a planta hospedeira, nem a prejudicam de alguma maneira. Você pode usar também a fibra de coco, mas dê preferência aquelas sem adição de cola, pois isso pode prejudicar o desenvolvimento da planta. Quando as raízes estiverem bem fortes e a planta fortemente fixada ao tronco, você poderá deixá-la livre. As orquídeas são plantas muito queridas e apreciadas, principalmente por causa do perfume e da beleza de suas flores.

Resumo da Aula Plantas angiospermas – características, reprodução, exemplos – resumo

  • Suárez, E. Cómo Cultivar Orquídeas en su Casa. Mundo Gráfico. 1ra ed. San José, CR. 2007.

Além das orquídeas vamos dialogar também sobre outras espécies de plantas em conjunto com a natureza, deixando sempre uma dica de bem estar e paz interior.

Nas árvores, se você não adubar, sua planta possívelmente irá florir, pois, como disse, irá capturar nutrientes da natureza,  mas talvez tenha menos flores e de tamanhos menores. Passar a adubar com adubo orgânico, é recomendado somente após perceber que a orquídea está “abraçando a árvore”, ou seja, após o enraizamento e fixação da planta. ¿A quién no le han dicho alguna vez que las orquídeas son plantas parásitas? A maioria das espécies de orquídeas cresce sobre troncos e galhos de árvores, e suas raízes se espalham de forma até mesmo invasiva. Isso leva às pessoas a pensarem que as orquídeas que crescem em árvores (chamadas epífitas) são parasitas, mas na realidade não são. Já as plantas parasitas, não produzem tudo o que consomem, e puxam da planta atacada a seiva, utilizando-a como alimento. Existem espécies de orquídeas terrestres que são parasitas, mas que atacam os fungos da terra e se alimentam do alimento puxado por ele. Por fim, existem os parasitas de animais ou plantas, como por exemplo, aqueles que parasitam os seres humanos, as lombrigas. Os nematóides atacam qualquer parte da planta, mas normalmente iniciam o ataque pelas raízes.

Cuscuta, uma planta parasita

  • Plantas e Flores que Não Precisam de Muito Cuidado

Além de reduzir o desenvolvimento das plantas, causam necrose nas folhas e raízes, causam má formação dos bulbos e coloração anormal em folhas e flores.

Fuente: Todas as plantas que compõem a família Orchidaceae  são denominadas orquídeas. Embora, as orquídeas cresçam principalmente sobre as árvores, elas não são plantas parasitas. Bem, como já vimos são muitas as pragas que podem atacar as orquídeas e que causam doenças à planta. Para repelir qualquer inseto, você pode pulverizar toda a planta com óleo de Nim. Dentro da diversidade botânica das florestas tropicais e subtropicais, são comuns espécies de plantas que nascem sobre árvores, e que por muitos erroneamente são generalizados como simples “parasitas”. Analisando este fundamento, o simples fato de uma planta estar vivendo sobre outra não significa que isso seja parasitismo. No caso das bromélias e das orquídeas, assim como no caso de uma infinidade de outras plantas como os liquens e as samambaias. À esta inter relação podemos chamar de Simbiose, ou seja, uma associação vitalícia onde uma planta colabora com a sobrevivência da outra, sem nenhum prejuízo entre elas. Ao contrário do que muitos pensam, as orquídeas não são plantas parasitas, sendo assim, elas não consomem a seiva das árvores nem prejudicam seu desenvolvimento.

2 - As orquídeas só não existem na Antártida

– Manter e acomodar o substrato junto ao tronco, fará com que a planta tenha umidade necessária e constate para adaptação ao novo local.

Outro cuidado importante, é que se o tronco estiver apodrecido devemos descartá-lo, pois à medida que a planta crescer e se desenvolver, ao contrário deste, irá se deteriorar. Seguir leyendo Orquídeas extremistas Downloads per month over past year Você sabe o que é uma planta parasita? As regas têm que ser feitas com uma maior frequência porque a ausência de substrato leva a uma evaporação rápida da água das raízes podendo causar a desidratação da planta. O musgo vai ajudar a manter um pouco mais de humidade nas raízes da planta. Deve também colocar uma etiqueta de identificação da planta com a data em que fez a montagem e a espécie cultivada. Devemos ter cuidado em colocar a planta na parte inferior da cortiça e a colocar os pseudobolbos mais recente virados ara cima, assim, a planta terá espaço para crescer. Poucos meses depois, com regas frequentes, notamos que as raízes crescem e se fixam na cortiça, a planta também cresce e formam-se novos pseudobolbos. Você já deve ter ouvido de alguém que as orquídeas são plantas parasitas. As orquídeas são epífitas pois embora se apoiem nos troncos e galhos das árvores, não retiram delas nenhum tipo de nutriente ou água como fariam se fossem parasitas.

9 - Existem orquídeas aquáticas

Orquídeas humícolas Como já dito acima, existem controvérsias quanto a esta classificação, mas ao que parece, é a mais coerente.

A primeira vista, então poderiam ser confundidas com orquídeas terrestres, mas a principal diferença está na forma radicular. São as plantas simpodiais e as plantas monopodiaisAs orquídeas simpódicasAs orquídeas simpódicas têm um eixo cujo crescimento cessa no fim de cada estação. Mas se você pensa que a orquídea é uma planta parasita como erva-de-passarinho, o cipó-chumbo e a fios-de-ovos está enganado. As plantas parasitas são aquelas que se instalam sobre outra planta ou árvore e se alimentam de sua seiva. Já as plantas epífitas, assim como as parasitas, vivem sobre outras plantas ou árvores. Como muitos pensam, orquídeas não são plantas parasitas, ou seja, elas não sugam ou prejudicam as árvores as quais são suas hospedeiras. Catasetum tenebrosum (Foto: OrchidTalk) Orquídeas se classificam como plantas autótrofas, ou seja, possuem acapacidade de produzir o seu próprio alimento. Mesmo dentre as espécies desprovidas de flores existem várias que são cultivadas pelos orquidófilos graças a suas folhas de aparência diversa e muitas vezes bonitas. As orquídeas epífitas geralmente possuem suas raízes cobertas por uma estrutura esponjosa chamada velame e envolvem a planta hospedeira principalmente para sustentação. A orquídea absorve água e cascar de planta morta que se grudam a sua raiz, porém não suga nada da seiva da planta hospedeira, não enfraquecendo-a. Lembre-se de sempre comprar a orquídea de um vendedor qualificado, a extração direto da natureza desse tipo de planta está pondo algumas espécies em ameaça de extinção.