Dicas: Tipos de parasitas em seres humanos

Posted on

Ectoparasitas: são parasitas que vivem externamente no corpo do hospedeiro, por exemplo pulgas, piolhos e carrapatos.

Endoparasitas: são parasitas que vivem internamente no corpo do hospedeiro, por exemplo bactérias, protozoários e vermes. Hemoparasitas: são parasitas que vivem especificamente na corrente sanguínea do hospedeiro, por exemplo a forma esporozoíta do Plasmodium (protozoário) vive na corrente sanguínea até se desenvolver. Ação Traumática: são lesões provocadas pelos parasitas no corpo do hospedeiro, geralmente por vermes, formas larvárias e protozoários. A transmissão e a persistência de uma parasitose em uma população humana resultam da interação entre o ecossistema e dois de seus componentes: o parasita e o hospedeiro. O hospedeiro é o organismo que, em certo momento, pode ser infectado pelo parasita. A relação hospedeiro-parasita geralmente tem alta especificidade, isto é, cada espécie de parasita normalmente age sobre um tipo específico de hospedeiro e, neste, ataca tecidos ou órgãos bem definidos. Parasitas podem afetar diferentes tecidos e/ou órgãos do corpo do hospedeiro: A entrada do parasita no corpo do hospedeiro ocorre geralmente através da pele, de mucosas ou por via oral. Na penetração passiva, o parasita é levado por outros organismos, como insetos que, ao perfurarem a pele do hospedeiro ao se alimentar, podem introduzir parasitas trazidos de outro indivíduo. Vivem dentro do seu corpo ou de suas cavidades e normalmente produzem focos infecciosos que saem do seu hospedeiro e causam danos aos outros seres.

Exemplos de moléstias causadas por parasitas, que se manifestam apenas na espécie humana e cuja transmissão independe de hospedeiro intermediário, são:

  • Protozooses: doenças decorrentes de protozoários, seres eucariontes unicelulares, como a amebíase, a tripanossomíase, leishmanioses, giardíase, tricomoníase, a malária, a toxoplasmose e balantidiose.
  • Helmintoses
  • Ectoparasitoses

Relações desarmônicas Trata-se da relação que favorece uma espécie e lesa a outra, também pode ser intra-específicas ou inter-específicas.

Relações intra-específicas ou homotípicas Competição intra-especifica É a competição entre seres da mesma espécie, que rivalizam por alimento e território. Esta relação ocorre entre indivíduos de espécies diferentes, sendo que uma delas, denominada parasita, habita no interior ou no exterior de outra espécie, denominada hospedeiro. Eles são organismos que vivem em associação com outros dos quais retiram os meios para a sua sobrevivência, normalmente prejudicando o organismo hospedeiro. As zoonoses são doenças que afetam os animais e que podem ser transmissíveis ao Homem e os parasitas são ótimos exemplos destas doenças. Podemos encontrar ectoporasitas (vivem no exterior do hospedeiro) e endoparasitas (alojam-se no interior do hospedeiro). Parasitas são organismos que vivem em associação com outros organismos dos quais retiram os meios para a sua sobrevivência, normalmente prejudicando o organismo hospedeiro, um processo conhecido por parasitismo. Simbiose, em biologia, é uma associação de dois seres vivos, duas plantas ou uma planta e um animal, na qual ambos os organismos recebem benefícios, mesmo que em proporções desiguais. Parasitismo é uma relação interespecífica (que ocorre entre espécies diferentes), onde apenas uma espécie é beneficiada (parasita), através do prejuízo causado em outra espécie (hospedeiro). O mesmo acontece com numerosos outros parasitos do homem e animais como por exemplo: as Taenias que necessitam de um ou mais de um hospedeiro para sua existência.

Tipos de parasitas em seres humanos

  • definição de parasitas e hospedeiros
  • tipos de hospedeiros
  • relação entre saneamento ambiental e parasitoses
  • danos causados pelos parasitas
  • ciclo das principais parasitoses

Algumas doenças causadas por parasitas ocorrem através de vetores, que são organismos que podem estar infectados com o parasita e que serão responsáveis por transmiti-lo ao hospedeiro final.

Esses papeis distintos do homem no ciclo de vida do parasita determinam diferentes quadros clínicos, ambos podendo ser causados pelo mesmo organismo. (UCPel) O parasitismo é uma relação interespecífica em que indivíduos de uma espécie instalam-se no corpo de indivíduos de outra espécie, retirando alimentos, prejudicando, assim, o hospedeiro. (URCA) A respeito das relações ecológicas entre os seres vivos, estas podem ser harmônicas e desarmônicas. (UFCG) Existem inúmeras formas de associação entre os seres vivos, nas relações ecológicas e, consequentemente uma classificação. (UNIMONTES) Os seres vivos podem viver agrupados, estabelecendo relações ecológicas bem determinadas. (COVEST) Considerando que as plantas participam de diversas relações ecológicas com outros seres vivos, é correto afirmar que. Os animais também vivem em grupoou em associação, sob diversas formas, como as chamadas relações ecológicas. Essas relações podem ocorrer entre os indivíduos de uma mesma espécie ou entre indivíduos de espécies diferentes e podem ainda ter efeitos positivos ou negativos nos organismos envolvidos. Os parasitas também podem coagir um hospedeiro a protegê-lo enquanto vivem no seu interior.

Parasitas e Distúrbios: Conheça a ação de alguns parasitas sobre o organismo humano.

  • As pulgas também infestam os humanos, e podem transmitir vermes e várias doenças.

Em muitos casos, os prejuízos causados não costumam ser muito graves, uma vez que se o hospedeiro morrer o parasita também morrerá.

Existem muitas formas diferentes de parasitismo, no entanto, os mais conhecidos são os exemplos da relação interespecífica, em que o parasita retira nutrientes do hospedeiro causando-lhe prejuízos. Conheça algumas Carrapato parasita de seres humanos Ectoparasitas - são os parasitas que se fixam à superfície do corpo do hospedeiro externamente, sugando-lhe nutrientes. Tênia parasitando intestino humano Endoparasitas - são os parasitas que se localizam dentro do corpo do hospedeiro sugando-lhe nutrientes e causando-lhe doenças. Predatismo: relação ecológica desarmônica O que são São as relações existentes entre os seres vivos ou entre estes e o meio ambiente. Estas relações podem ser harmônicas, quando não ocorre prejuízo entre as espécies envolvidas ou desarmônicas, quando uma espécie sai em vantagem em detrimento da outra. Principais relações ecológicas Comensalismo É uma relação ecológica entre seres vivos de espécies diferentes onde uma espécie se beneficia no aspecto alimentar sem prejudicar a outra. Assim, por exemplo, o tatu, que é o hospedeiro natural do protozoário Trypanosoma cruzi, Ciência que estuda os parasitas, os seus hospedeiros e relações entre eles. INTRODUÇÃO Parasitas são organismos que vivem em associação com outros aos quais retiram os meios para a sua sobrevivência, normalmente prejudicando o organismo hospedeiro, um processo conhecido por parasitismo. Com alta capacidade de adaptação ao organismo do hospedeiro, o parasita tornou-se cada vez mais dependente dele.

“O meu animal de estimação não pode ter carrapatos porque se tivesse estariam subindo nas pessoas que vivem na residência.”

Esta espécie é capaz de sobreviver tanto dentro (na forma parasita) quanto fora (vida livre) de outro organismo vivo.

Os parasitas podem ser divididos em endoparasitas (ligado à superfície externa do seu hospedeiro) ou ectoparasitas (quando vivem no interior do hospedeiro). Os parasitas externos mais comuns são: Relação ecológica desarmônica interespecífica (entre espécies diferentes) que ocorre entre um parasita (beneficiado) e um hospedeiro (prejudicado). Esta relação ocorre quando o parasita (animal ou planta) retira nutrientes de outro ser e pode até levar a morte do hospedeiro com o passar do tempo. Cachorros parasitados por Toxocara canis: Toxocara Canis (parasita) são vermes que apresentam coloração esbranquiçada e vivem no intestino dos cães (hospedeiro), causando-lhes diarréias, pelagem rala, vômito, entre outros. Mas é um medo real com o qual alguns bichos precisam lidar: existem parasitas no reino animal que mudam completamente o comportamento do hospedeiro. Ameba, um dos parasitas mais conhecidos O que são Os parasitas são seres vivos que retiram de outros organismos os recursos necessários para a sua sobrevivência. Informações sobre os parasitas (características principais) Eles são considerados agressores, pois prejudicam o organismo hospedeiro através do parasitismo. Os cientistas que atuam nesta área estudam o ciclo de vida dos parasitas, doenças transmitidas, formas de combate aos parasitas humanos, genética e morfologia destes seres. seres vivos da mesma espécie competindo pelo mesmo recurso do meio, existe

Resumo da aula Relações ecológicas entre os seres vivos

Para isso, são necess… Indivíduos de uma espécie vivem no corpo de outro, do qual retiram alimento.

Um organismo hospedeiro é aquele que aloja outra espécie no seu corpo com um perfil de parasita. Parasitas são organismos que vivem em associação com outros aos quais retiram os meios para a sua sobrevivência, normalmente prejudicando o organismo hospedeiro um processo conhecido por parasitismo. Entre os nematoides de sexos separados pode-se encontrar um certo número de tipos partenogenéticos, como os do gênero Strongyloides, onde as formas parasitas são partenogenéticas. Muitos executam essa tarefa através de complexos ciclos de vida, os quais normalmente envolvem mais de um hospedeiro ou formas de resistência que passa pelo ambiente externo. Por outro lado, no ciclo polixeno os parasitos são adaptados a utilizar mais de uma espécie como hospedeiro. Os parasitas podem ser classificados da seguinte forma: - Parasitas Completos: vivem no hospedeiro durante a vida toda. - Parasitas Incompletos: vivem no hospedeiro durante um certo período da vida. Isso mesmo, existem fungos que são parasitas, isto é, que obtêm nutrientes de outros seres vivos, prejudicando-os, causando doenças ou até a morte de plantas e animais, inclusive seres humanos. As principais doenças que podem ser causadas pelos caramujos são: Cientificamente chamado Bradybaena similaris, quando infectado por um parasita pode causar uma doença chamada estrongiloidíase.

Artigo de Mário Mariano, professor de Imunologia da USP, em que analisa as interações biológicas do parasito e do hospedeiro humano.

II – Principais doenças causadas por Protozoários 1 – Generalidades: Os protozoários, no reino animal, representam a mais inferior das divisões deste reino.

Dentre os exemplos mais comuns e próximos do ser humano está o do piolho que é um parasita que se alimenta de sangue do seu hospedeiro. Parasitas Completos – Esses são os parasitas que vivem no hospedeiro por sua vida completa. Parasitas Incompletos – Vivem em seu hospedeiro apenas numa fase de sua vida. Ectoparasitas – São os parasitas que vivem na parte externa do hospedeiro, dentre os exemplos podemos citar os piolhos, fungos, pulgas, carrapatos e outros. Hospedeiro Paratênico ou de Transporte – São os hospedeiros nos quais os parasitas não se desenvolvem, mas aguardam neles até que possam encontrar um novo hospedeiro melhor.