Tratamento dos parasitas externos (Parte 2)

Posted on

Como os animais resistentes apresentam carga parasitária reduzida, eliminam número pequeno de ovos de nematódeos para o ambiente o que resulta em menor contaminação da pastagem por larvas infectantes.

Nas raças ovinas que apresentam resistência aos nematódeos, o fenômeno, quando ocorre, é mais discreto do que o observado em raças ovinas susceptíveis. Devido à redução provocada na eliminação de ovos de nematódeos pelas ovelhas, ocorre redução da contaminação ambiental por larvas infectantes o que também é benéfico para os cordeiros. Devido a importância dos equinos, atenção especial deve ser dispensada a saúde dessa espécie animal, pois podem ser acometidos por ecto e endoparasitoses, especialmente as verminoses. Geralmente, em casos mais graves e quando não se faz um controle efetivo da afecção, os animais apresentam emagrecimento, pelos secos e arrepiados, anemia, fraqueza e perda de apetite. Se a verminose em ovinos é um problema sério precisamos conhecer seus malfeitores, vamos lá: Haemonchus Causador da hemoncose ovina, esse parasita se caracteriza por sugar sangue do animal hospedeiro. Verminose Resumé en portugais Por ser um parasita hematófago, Haemonchus contortus é modelo para estudo da anemia verminótica em ovinos. Haemonchus contortus Principal espécie que parasita ovinos em regiões com clima tropical e subtropical. Os vermes adultos são OS PARASITAS DE OVINOS 17 pequenos, apresentam de 4 m a 12 m de comprimento, e vivem em túneis nas vilosidades (Figura 3). Quando ovinos são criados isolados de outras espécies de ruminantes, usualmente, apenas a espécie Cooperia curticei é detectada (Amarante et al., 2004; 2009).

Medicamento para Endo e Ecto parasitas em peixes

  • Clínico: pelos sinais
  • Laboratorial:
  • Exame parasitológico de fezes para identificação de ovos pelo Método de Flutuação.
  • Coprocultura: identificação das larvas.

Dos espécimes coletados em caprinos e ovinos, constatou-se uma diferença significativa na ocorrência dos piolhos mastigadores e entre as duas espécies animais, sendo os caprinos significativamente mais infestados (P<0,05) ( ).

Os caprinos são considerados, dentre os ruminantes domésticos, como os animais mais susceptíveis aos nematóides gastrintestinais, dessa forma, estes são considerados o maior problema sanitário e econômico da caprinocultura. São encontrados no verdadeiro estômago (abomaso) do animal, sendo que, a contaminação ocorre pela ingestão de pastos contaminados com larvas L3 (forma infectante). Método FAMACHA como parâmetro clínico individual de infecção por Haemonchus contortus em pequenos ruminantes. TRATAMENTO SELETIVO NO CONTROLE DO HAEMONCHUS CONTORTUS.. Alternativas de controle da verminose em pequenos RUMINANTES. Prof. Dr. Alessandro Francisco Talamini do Amarante As infecções por nematódeos gastrintestinais se constitui em um dos principais problemas sanitários que acometem ovinos. Dentre os parasitas de ovinos, o Haemonchus contortus é o mais patogênico e de maior predominância e impacto na ovinocultura. Ovinos e caprinos apresentam uma grande diversidade de ectoparasitos que podem resultar perdas consideráveis na produtividade desses animais. Os ruminantes podem ser parasitados por diversas espécies de estrongilídeos, os principais gêneros são Haemonchus spp. O teste mais aplicado, porém com significativa margem de variação é o que determina a quantidade de ovos por grama de fezes (OPG), realizado antes e/ou após o tratamento.

Tratamento dos parasitas externos

  • Plasmodium vivax: 7, 14, 21, 28, 40 e 60 dias após o término do tratamento.
  • Plasmodium falciparum: 7, 14, 21, 28 e 40 dias após o término do tratamento.

ROSA, F.; MORAES, R. B.; LUCHEZI, V. Z.; SILVA, J. G. Controle seletivo do Haemonchus contortus em ovinos através

O Ranger é indicado em sua bula para bovinos, suínos, caprinos e ovinos, e pode ser usado também para o combate de outros ecto e endoparasitas. AMARANTE, A. F. T. ; CARNEIRO, R. D. ; Seasonal effect of three pasture plants species on the free-living stages of Haemonchus contortus. Efeito de infecções artificiais por Haemonchus contortus no desempenho e na resistência de cordeiras Santa Inês, Ile de France e animais produtos do cruzamento entre as duas raças. Resposta celular de cordeiros das raças Santa Inês e Ile de France infectados por Haemonchus contortus e suplementados com farelo de soja. BRICARELLO, P. A. Alterações hematológicas, bioquímicas, parasitológicas e histológicas de ovinos das raças Corriedale e Crioula Lanada frente à infecção primária artificial e natural por Haemonchus contortus. Amarante (2004) realizou extensa revisão sobre esse assunto, e as espécies Haemonchus placei e Haemonchus contortus são específicas para bovinos e ovinos, respectivamente. Amarante (2001) comenta sobre um sistema de manejo alternado entre bovinos e ovinos, no qual cada espécie fica em uma determinada área (subdividida e rotacionada) durante pelo menos 6 meses. AMARANTE, A. F. T. Controle de endoparasitoses dos ovinos. AMARANTE, A. F. T. Controle integrado de helmintos de bovinos e ovinos.

Os Parasitas de Ovinos - Alessandro F. T. Amarante

  • Complicado por serem infecções mistas
  • Diagnóstico seguro: necropsia de um animal parasitado e fazer a contagem dos vermes

BAGNOLA JÚNIOR, J.; AMARANTE, A. F. T.; MEYER, L. F. F. Verminose em eqüinos: exames parasitológicos, contaminação da pastagem e pastejo alternado com ovinos.

MOLENTO, M. B.; TASCA, C.; GALLO, A.; FERREIRA, M.; BONONI, R.; STECCA, E. Método Famacha como parâmetro clínico individual de infecção por Haemonchus contortus em pequenos ruminantes. Ovinos / Santa Inês As ovelhas e Carneiros da raça Santa Inês, são ótimos para corte também, uma carcaça bem definida. Um dos principais entraves na produção de ovinos é a infecção causada por nematódeos gastrintestinais (Louvandini et al., 2006; Amarante et al., 2009). Amarante, A.F.T., Susin, I., Rocha, R.A., Silva, M.B., Mendes, C.Q., Pires, A.V., 2009, Resistance of Santa Ines and crossbred ewes to naturally acquired gastrointestinal nematode infections. Amarante, A.F.T., Bricarello, P.A., Rocha, R.A., Gennari, S.M., 2004, Resistance of Santa Ines, Suffolk and Ile de France sheep to naturally acquired gastrointestinal nematode infections. A podridão dos cascos é contagiosa e causada por várias bactérias encontradas no solo ScrapieScrapie é uma doença neurodegenerativa fatal que ocorre em ovinos e caprinos. As infecções parasitárias em ovinos caracterizam-se por ocorrer simultaneamente por vários gêneros de nematódeos, no entanto, Haemonchus contortus é considerado o principal parasita gastrointestinal dos ovinos. ; COUTINHO, G. C.; SOUZA, A. P. Resistência de parasitos gastrintestinais de ovinos a alguns anti-helmínticos no Estado de Santa Catarina, Brasil. É indicado para controle e dos principais endo e ectoparasitas de ovinos e caprinos, causados por vermes gastrointestinais, pulmonares, bicheiras, piolhos, ácaros produtores de sarna e bicho da cabeça (ovinos). A duração da doença varia dependendo da quantidade de toxina ingerida, sendo que, nos casos mais severos, a morte ocorre em algumas horas após o início dos sintomas. Uma característica epidemiológica importante da doença é que ela ocorre quando há ovinos, gnus e provavelmente outros ruminantes selvagens em contato com bovinos. A doença na forma nervosa é observada esporadicamente em bovinos, ovinos e bubalinos a campo e, em alguns casos, quando animais estão recebendo silagem. Quando os animais defecam, as moscas que estão prontas para desovar voam até as fezes frescas e ali depositam seus ovos, retornando em seguida para o mesmo animal. Haemonchus contortus é aprincipal espécie endoparasita de ovinos no Brasil. A Giardia lamblia ocorre em todo o mundo e é mais prevalente em áreas com tratamento deficiente de água e condições sanitárias precárias. A recidiva ocorre mais comumente na primeira ou na segunda semana após o término do tratamento.